Bem Vindos

Bem Vindos

Você que tem um trabalho de ciências que e dicultoso.
Venha e visite meu blog do google.
Fala do Corpo Humano,Meio Ambiente e etc...

Não fique perdendo a cabeca com o trabalho de ciências,eu resolvo!

domingo, 22 de junho de 2008

ESTRATOSFERA

A estratosfera se caracteriza pelos movimentos de ar em sentido horizontal, fica situada entre 7 e 17 até 50 km de altitude aproximadamente, sendo a segunda camada da atmosfera , compreendida entre a troposfera e a mesosfera, a temperatura aumenta à medida que aumenta a altura. Apresenta pequena concentração de vapor d'água e temperatura constante até a região limítrofe, denominada estratopausa.

Camadas da atmosfera, simplificadamente.Na sua parte inferior, flui uma corrente de ar em jato, conhecida como jet stream, que exerce influência na meteorologia das zonas temperadas; entre trinta e cinqüenta quilômetros, encontra-se a ozonosfera, onde moléculas de ozônio absorvem a radiação ultravioleta do Sol devido a reações fotoquímicas, filtrando-as; neste ponto da estratosfera, o ar se aquece até a temperatura atingir cerca de 10o C. Na estratosfera existem as nuvens-de-madrepérola, estas são formadas pela capa de ozônio, costuma ser muito estável, principalmente no espaço compreendido entre a tropopausa e a camada de ozônio.




ESTRATOSFERA
O Que Está Acontecendo Com a Tropopausa?
A ação do homem sobre a natureza tem atingido proporções gigantescas, afetando o clima do planeta Terra de uma maneira não totalmente compreendida.

Ainda não há um concenso sobre se a elevação na temperatura global observada no último século é um efeito natural ou se é resultado da atividade humana. Uma pequena elevação na temperatura média da Terra representa grandes mudanças no clima, mas a medição desta pequena variação é difícil e também a sua interpretação. Recentemente, um grupo de pesquisadores consideraram um outro fator que está intimamente associado à variação da temperatura: a altura da tropopausa.

A atmosfera pode ser divida em camadas, umas sobre as outras, conforme a variação da temperatura com a altitude. A camada mais baixa, aonde vivemos, chama-se troposfera. Ela concentra quase 90% de todo o ar da atmosfera e vai desde o solo até uma altura que pode variar de 7 km nos pólos até pouco mais de 16 km no equador. Acima da troposfera encontra-se a estratosfera que vai do topo da troposfera até, aproximadamente 50 km de altura. A tropopausa é o limite entre estas duas regiões.



Esquema de como se sobrepõe as camadas atmosféricas
O que diferencia a troposfera da estratosfera é o modo como a temperatura varia com a altitude. Na troposfera o ar é quente na superfície e vai ficando cada vez mais frio com a altitude, caindo de 5°C a 7°C para cada quilômetro. Por isso os lugares mais altos são mais frios e as montanhas têm os picos cobertos de neve. O ponto mais frio da troposfera é a tropopausa, a partir daí, na estratosfera, a temperatura aumenta com a altitude.


A escala mostra como varia em média a temperatura (em Kelvin) de acordo com cada camada atmosférica

Estes perfis de temperatura são responsáveis pelo modo como o ar flui nestas duas camadas. A troposfera é bastante instável, sujeita a convecção correntes de ar ascendentes devido ao aquecimento na superfície e onde se produzem os fenômenos climáticos como nuvens, chuvas, ventos, furacões e tornados. A estratosfera é muito estável, praticamente sem convecção ou qualquer dos fenômenos violentos que se observam na troposfera. É uma região calma, na qual viajam os aviões comerciais para fugir das instabilidades da troposfera abaixo.

Fenômenos atmosféricos naturais: nuvens, chuva e vento
A altura da tropopausa varia conforme a latitude, a temperatura e as condições da troposfera. Quando o a troposfera está agitada, com muita convecção, a tropopausa fica mais alta. É como se a troposfera inchasse e empurrasse a estratosfera para cima. Quando a tropopausa sobe ela fica mais fria. Nos trópicos, devido às altas temperaturas no solo, o que provoca muita convecção, a tropopausa tende a ser muito alta e a sua temperatura muito baixa. Em alguns pontos na região equatorial a temperatura pode chegar a -80°C. Somente sobre os pólos, no longo inverno polar, é que temperaturas tão baixas também podem ocorrer na troposfera. É interessante que justamente sobre as regiões mais quentes aconteçam as temperaturas mais baixas.

Durante parte do século XIX e todo o século XX os meteorologitas acompanharam as variações na altura da tropopausa. No final do século XX, observou-se uma lenta elevação: 198 metros nos últimos 22 anos.

Dois fatores, separados ou em conjunto, podem produzir este efeito: o aquecimento da troposfera e o resfriamento da estratosfera. Com o aquecimento a troposfera incha , empurrando a estratosfera para cima. Se a estratosfera esfria ela reduz a pressão sobre a troposfera, permitindo a elevação da tropopausa.



Inicialmente suspeitou-se que a própria natureza pudesse ser responsável por isso. Mas, em uma publicação no Journal of Geophysical Research (Jornal de Pesquisa Geofísica), uma equipe de investigadores, baseados em simulações por computador, concluíram que a atividade humana é a principal responsável. Utilizando as informações coletadas desde o final do século XIX, os pesquisadores estudaram a influência de fatores como a atividade vulcânica e variações na irradiância solar, ambos naturais, ao lado de fatores como emissão de gases do efeito estufa, aerossóis provenientes de atividades agrícolas e industriais e as variações nas concentrações de ozônio troposférico e estratosférico devido a atividades humanas.

A ação de vulcões, por exemplo, poderia estar produzindo o aquecimento da atmosfera. Mas as simulações indicam que o principal fator é o aumento dos gases do efeito estufa que estão se acumulando na atmosfera devido à ação humana. Com o acúmulo destes gases a atmosfera e principalmente a troposfera fica mais quente e, como um balão aquecido, aumenta de volume, o que pode ser verificado como um aumento na altura da troposfera.

Outra explicação seria a decomposição do ozônio na estratosfera devido à presença de gases contaminantes como os clorofluorocarbonos (CFC's), também gerados pela atividade humana. O ozônio absorve parte da radiação solar, sendo um dos principais responsáveis pelo aquecimento da estratosfera. Com a redução da quantidade de ozônio, menos energia proveniente do Sol é absorvida na estratosfera que esfria e se contrai, o que também acarreta uma elevação na altura da troposfera.

Não há ainda dados conclusivos que permitam decidir qual destas causas é a principal responsável. De qualquer modo, a razão ainda é a atividade humana. A equipe de pesquisadores conclui: "as mudanças na altura da tropopausa podem servir como prova contundente dos efeitos ocasionados no clima pelas atividades humanas e da importância de prestar-lhes atenção."


ESTRATOSFERA
O Que Está Acontecendo Com a Tropopausa?
Atmosfera
Mistura de gases que rodeia um planeta. No caso da Terra, protege-a não só das radiações solares, como também de meteoritos que cruzam o espaço.

Nenhum comentário:

Loading...